Desenvolvido por Miss Lily Comunicação
Quem Somos Assine Já Fale Conosco FAQ Meus Dados Fazer Login
Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Delicious Blogger WordPress Enviar por e-mail
  Home

 

Europa: Aspectos Físicos - Hidrografia
 

EUROPA: ASPECTOS FÍSICOS - HIDROGRAFIA


Mapa Hidrográfico da Europa

A importância dos rios sempre foi enorme para a "humanização" do planeta.  Além do aproveitamento dos recursos hídricos como fontes de abastecimento de água e de geração de energia elétrica, os cursos fluviais são excelentes vias de transporte.  O continente europeu é um perfeito exemplo da boa utilização dos rios, tanto no aspecto energético como no hidroviário. Há um lado negativo em tudo isso: o desenvolvimento econômico, intenso e sofisticado da Europa acaba poluindo suas águas fluviais em função do despejo, nelas, de detritos  industriais.  Hoje, felizmente, a maioria dos países do Velho Continente, tem levado a efeito medidas saneadoras, buscando recuperar a pureza original de seus rios. 

Os rios europeus, embora não muito extensos, são abundantes e bem distribuídos.  Os principais dispersores das águas fluviais são os Alpes, os Pireneus e o Planalto Valdai.  Outro importante traço do continente europeu é o fato de que as suas bacias hidrográficas são interligadas por canais, o que permite uma ampla circulação de cargas e pessoas entre os países.

OS RIOS EUROPEUS

O MAIOR RIO DA EUROPA - Volga (3560 km de extensão), que nasce no Planalto de Valdai, percorre a Planície Russa e deságua no Mar Cáspio.  Embora tenha grande potencial hidrelétrico, sua navegabilidade é limitada em função do rigoroso inverno russo que congela, durante boa parte do ano, sua águas.  Próximo ao Volga, destacam-se outros rios: o Don e o Dinieper, ambos localizados na Ucrânia, tributários, respectivamente, dos mares Azov e Negro.

O RIO EUROPEU QUE CRUZA O MAIOR NÚMERO DE PAÍSES EUROPEUS - o Danúbio, que nasce na Floresta Negra (Alemanha) e deságua no Mar Negro.  Ele atravessa sete países e três capitais: Viena, Budapeste e Belgrado. Além de extremamente navegável, o Rio Danúbio tem um grande significado cultural simbolizando um "tipo"  de Europa: a magia do leste europeu, carregada de história, de tradição, de sofrimentos e de uma específica visão de mundo, a maneira de ser do europeu do leste, a "alma eslava".

 


página anterior   1 2   próxima página

 

ver próxima aula: Europa: Aspectos Físicos - Clima
 
ver aula anterior: Europa: Aspectos Físicos - Relevo
 

 
Sequência de Aulas

 
  Aula 3 - Europa: Aspectos Físicos - Clima
  Aula 4 - Europa: Aspectos Físicos - Vegetação
  Aula 5 - Europa: A Divisão Política

Ver todos
Apostilas


 

Temas de Redação
Área exclusiva para professores
Tema: A Fome no Brasil