Desenvolvido por Miss Lily Comunicação
Quem Somos Assine Já Fale Conosco FAQ Meus Dados Fazer Login
Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Delicious Blogger WordPress Enviar por e-mail
  Home

 

A Formação Territorial do Brasil
 


Ver Principais Tópicos

A formação territorial do Brasil, o Tratado de Tordesilhas, as invasões estrangeiras, a França Antártica, a França Equinocial, a Confederação dos Tamoios, os holandeses no Nordeste, a Amazônia e o litoral norte, as drogas do sertão, a atividade pecuarista.

A Formação Territorial do Brasil

O Tratado de Tordesilhas, estabelecido em 1494, definiu a divisão das terras descobertas entre as duas potências marítimas do início da Época Moderna: Portugal e Espanha. Sendo assim, coube a Portugal o domínio sobre uma pequena parcela do continente americano, restrita ao litoral brasileiro. Outras nações europeias, no entanto, questionaram a divisão estabelecida pelas potências ibéricas e procuraram, ao longo dos séculos XVI e XVII, apossar-se de parte do seu território colonial. O Brasil, por diversas vezes, foi alvo de incursões e invasões estrangeiras, algumas delas causadoras de violentos conflitos. A resistência lusa, porém, evitou a tomada de territórios coloniais por nações europeias.

A Formação Territorial do Brasil - Tratado de Tordesilhas

A partir do final do século XVI e ao longo do século seguinte, deu-se a expansão e ocupação do território colonial brasileiro. Fatores de diversas ordens contribuíram para isso, com destaque para os militares e econômicos. Assim, em meados do século XVIII, o território brasileiro estava praticamente definido com as dimensões atuais.

A penetração para o interior promoveu o desenvolvimento de algumas atividades econômicas, como a extração das “drogas do sertão”, a pecuária e a mineração. Todavia, essa interiorização do povoamento levou ao extermínio de parte de nossa população indígena.

As invasões estrangeiras

Assinado em 1494 por Portugal e Espanha, o Tratado de Tordesilhas provocou até um comentário irônico do então rei da França, Francisco I, insatisfeito com a exclusão de outras nações europeias da partilha. Disse ele: “Gostaria que espanhóis e portugueses mostrassem onde está o testamento de Adão, que dividiu o mundo entre Portugal e Espanha”.

Mas não foram apenas os franceses que manifestaram seu descontentamento com o tratado: ingleses e holandeses, que também davam início ao seu processo de expansão marítimo-comercial, sentiram-se prejudicados. Na verdade, tal insatisfação tinha sua razão: o domínio sobre vastos territórios, no contexto mercantilista, garantia riqueza e poder aos países ibéricos, que exploravam com exclusividade as terras americanas.

Em função disso, franceses, ingleses e holandeses decidiram desrespeitar os termos do tratado: passaram a contrabandear, a saquear as riquezas provenientes da América e, até mesmo, a invadir o território, inclusive o Brasil.

 


página anterior   1 2 3 4 5 6 ...   próxima página

 

ver próxima aula: Entradas e Bandeiras
 
ver aula anterior: A Sociedade Colonial
 

 
Sequência de Aulas

 
  Aula 5 - Entradas e Bandeiras
  Aula 6 - O Ciclo do Ouro
  Aula 7 - As Revoltas Coloniais

Ver todos
Apostilas


 

Aulas de Física
Nova aula
Introdução à Física – índice Vestibular