Desenvolvido por Miss Lily Comunicação
Quem Somos Assine Já Fale Conosco FAQ Meus Dados Fazer Login
Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Delicious Blogger WordPress Enviar por e-mail
  Home

 
Como fazer uma boa prova
 

Como fazer uma boa prova

As provas fazem parte da vida de todo aluno. Não há como escapar delas, seja no colégio, no vestibular e Enem, na faculdade e em concursos públicos. Para entrar em uma faculdade, você precisa prestar o vestibular e, em muitos casos, o Enem. É fundamental que o aluno não apenas seja estudioso e que entenda e retenha o que estudou, mas também que ele saiba fazer uma boa prova.

Você já estudou muito para uma prova, mas não foi tão bem quanto esperava? É possível que você não tenha compreendido a matéria tão bem quanto pensava, mas há também a possibilidade de você simplesmente não ter feito uma boa prova. De fato, estudar é fundamental, mas não é o único fator que determina o resultado de uma prova. Um aluno pode estudar muito, ser muito inteligente e ter uma ótima memória, mas se não souber fazer uma boa prova – principalmente quando as questões são de múltipla escolha – sua nota não será tão alta quanto poderia ter sido.

À luz dessa realidade, oferecemos aqui sugestões para que você, aluno, faça uma boa prova.

Como fazer uma boa prova: antes da prova

Muitos alunos não fazem boas provas porque se sentem muito ansiosos ou nervosos. Eles temem que não terão tempo de terminá-la ou que se esquecerão do que estudaram. A ironia é que esses sentimentos de ansiedade desaceleram a mente. Quando estamos calmos e descansados, nosso cérebro funciona muito melhor.

Portanto, antes de tudo, é importante aprender a controlar o nervosismo e a ansiedade. Se você não tem o hábito de meditar, oferecemos a seguinte sugestão: antes do início da prova, feche os olhos durante alguns segundos, respire profundamente algumas vezes e tente visualizar a si próprio fazendo uma ótima prova. Se você se sentir otimista e confiante, você terá um desempenho melhor do que se encarar a prova como se fosse algum filme de horror.

Obviamente, quanto melhor preparado para a prova você estiver, menos ansiedade você deve sentir. Estude bem para a prova e a enfrente de forma calma e concentrada. A prova não é um bicho de sete cabeças, e sim, uma oportunidade para você demonstrar seu esforço e grau de conhecimento.

Como fazer uma boa prova: dicas de estudo

Não espere até a noite anterior à prova para estudar para ela. É importante estudar aos poucos – um dia após o outro. Por mais inteligente que você seja, leva tempo para o cérebro assimilar e gravar muitas informações. A menos que você tenha uma mente extremamente privilegiada – uma memória que, além de fotográfica, nunca se esquece de nada – você não reterá por muito tempo informações que assimilou em apenas algumas horas. Por outro lado, se você estudar um pouco todos os dias e revisar o que estudou nos dias anteriores, você não apenas compreenderá melhor a matéria, mas provavelmente se lembrará do que estudou por mais tempo e com mais facilidade. As pesquisas demonstram que quem decora rapidamente também se esquece rapidamente do que decorou. Já a pessoa que assimila algo aos poucos se lembrará do que estudou por muito mais tempo.

Lembre-se: o material que você estuda no colégio não serve apenas para você passar de ano. Esse mesmo conteúdo será testado no Vestibular ou no Enem. Isso significa que se você se esquecer de quase tudo que aprendeu no colégio, terá de estudar praticamente tudo de novo antes de prestar o vestibular. Geralmente, os alunos que têm um bom desempenho no vestibular são aqueles que foram bons alunos no colégio. E o motivo disso é que é difícil aprender em um semestre ou um ano tudo que deveria ter sido aprendido durante os três anos de Ensino Médio. Portanto, estude não apenas para tirar boas notas no colégio, mas para assimilar e reter a matéria. Esse investimento de tempo e energia renderá bons frutos no futuro.

Muitos alunos acreditam que a melhor forma de eles lembrarem todo o material que será testado na prova é estudar na noite anterior. Dessa forma, não haverá tempo de eles se esquecerem do que estudaram. Isso não é uma boa estratégia, e não apenas pelos motivos mencionados acima. Em primeira lugar, você arrisca a possibilidade de estar muito cansado ou de não se sentir bem na noite antes da prova. Se isso ocorrer, você não terá tempo de estudar para ela. Em segundo lugar, você pode acabar descobrindo que precisará de muito mais horas do que imaginou para entender e assimilar todo o material. Uma noite pode não ser o suficiente. E se você decidir que passará a noite inteira estudando, saiba que você provavelmente se sentirá exausto no dia seguinte e isso prejudicará seu desempenho na prova. Quando não dormimos bem, nosso cérebro não funciona tão bem. Por mais inteligente que você seja, seu desempenho será afetado se você não estiver bem descansado. Pense em um atleta: por melhor que ele seja, se ele não se alimentar bem e não dormir direito, não terá um desempenho tão bem em uma competição como poderia ter tido. Ele pode até vencer a competição, mas seu desempenho ficará abaixo de seu potencial. A falta de sono nos prejudica não apenas física, mas mentalmente também. Durma pouco e você arrisca não se lembrar tão bem do que estudou ou notará que não está conseguindo raciocinar com tanta facilidade.

A noite anterior à prova é o momento certo para você revisar o material – não para estudá-lo.

É importante enfatizar: os melhores alunos não são necessariamente os mais inteligentes, capazes e talentosos, e sim, aqueles que são disciplinados e estudam regularmente.

Na sala de aula, o aluno deve prestar bastante atenção ao professor quando este fala a respeito da prova. É possível que o professor ofereça dicas, mesmo não estando ciente disso. Às vezes o professor revela quais assuntos serão enfatizados na prova.

É fundamental que aluno tome nota do que professor fala em sala de aula e que não hesite em fazer perguntas sobre qualquer assunto ou conceito que não tenha entendido. Professores costumam transmitir em sala de aula os assuntos que consideram essenciais à matéria. É bem provável que esses assuntos serão testados na prova. O aluno, portanto, deve estudar não apenas o que consta no livro e na apostila, mas também as anotações que tomou em sala de aula. É raro o professor abordar certos assuntos na sala de aula e nunca testá-los em provas.

O aluno tem o direito de perguntar ao professor qual será o formato da prova. Será uma prova de questões dissertativas ou de questões de múltipla escolha ou Verdadeiro/Falso? É evidente que o professor não é obrigado a revelar o formato da prova, mas, em muitos casos, ele não se importará de fazê-lo. Afinal, o objetivo do professor não é surpreender seus alunos, e sim, testar quanto bem eles retiveram o material ensinado.  

Lição de casa e séries de exercícios não são instrumentos de tortura utilizados por professores que desejam evitar que seus alunos desfrutem da vida. O professor dá lição de casa, trabalhos e séries de exercícios para que seus alunos assimilem o material ensinado. Na vida, aprende-se praticando! Uma coisa é estudar um conceito, outra coisa é entendê-lo e aplicá-lo para resolver um problema.

Ao fazer as lições de casa, você estará se preparando para a prova. Séries de exercícios são uma forma de você avaliar se compreendeu o material estudado. Encare isso como um favor: a forma de evitar que você tenha uma surpresa desagradável no dia da prova. Se você não fizer a lição de casa, ou copiá-la de algum colega, saiba que a única pessoa que se prejudicará é você mesmo. Mais cedo ou mais tarde, você terá de demonstrar que compreendeu e assimilou o material – seja na prova, seja no vestibular.

Oferecemos aqui um exemplo que ilustra a importância de séries de exercícios: muitas vezes, estudamos um assunto de Matemática e acreditamos que entendemos a matéria – que tudo é muito claro. Mas quando tentamos resolver problemas matemáticos que testam esses conceitos, erramos muitos deles. O motivo disso é que há uma grande diferença entre entender a teoria e aplicá-la na prática, principalmente no estudo das Ciências. Decorar uma fórmula matemática não significa saber aplicá-la para resolver um problema matemático. O mesmo vale para as outras matérias. Conhecer um pouco a respeito da Segunda Guerra Mundial não significa que você saberia responder a uma questão dissertativa sobre como esse conflito mudou a realidade política no Brasil.

Enquanto você estiver estudando para uma prova, tome nota das ideais principais, de dados e informações relevantes e das fórmulas. Esse resumo preparado por você será de grande utilidade, principalmente na noite anterior à prova e, se for possível, alguns minutos antes do início dela.

Como fazer uma boa prova: a importância de administrar seu tempo

Como foi explicado acima, é fundamental que você tenha tempo suficiente para se preparar para a prova. Portanto, não postergue seus estudos. De fato, é difícil deixar de assistir à televisão ou de ir à praia para ficar estudando, mas se você não aprender a administrar seu tempo, dificilmente será um aluno tão bom quanto você é capaz de ser. Independentemente de quanto inteligente você seja, há assuntos que requerem bastante tempo para serem assimilados.  

Administrar bem seu tempo também significa não estar sempre atrasado e atrapalhado. Em geral, mas especialmente em dias de prova, programe um alarme para que você não perca a hora. Se for possível, programe dois alarmes, caso um deles deixe de funcionar. É conveniente que um deles funcione com baterias, porque se faltar luz em seu lar, ambos os alarmes podem deixar de funcionar enquanto você está dormindo.

Chegue ao local da prova com certa antecedência. O exame por si só já causa ansiedade mesmo em pessoas calmas. Chegar atrasado e afoito prejudicará o estado de espírito que você deve manter durante a prova.

Se for possível, use o banheiro antes do início da prova. Lembre-se de que todas as provas têm um limite de tempo. Você obviamente não quer desperdiçar seu tempo no banheiro porque não se programou para usá-lo antes do início da prova. Ás vezes, é inevitável que você tenha de usar o banheiro durante a prova, mas, se for possível, tente evitar que isso ocorra.

A mente e o corpo estão ligados

É indiscutível o fato que há uma ligação muito estreita entre a mente o corpo. Se o corpo não estiver bem, a mente não funcionará tão bem quanto poderia. Portanto, alimente-se bem antes da prova. O cérebro precisa de energia para funcionar direito. Dia de prova não é a ocasião certa para você fazer algum regime maluco, que resulte em cansaço ou dor de cabeça. Alimentar-se bem lhe dará a energia para que você possa fazer uma boa prova, principalmente se ela for longa e/ou complexa.

Não cometa o erro de ingerir muita cafeína. Caso contrário, você arrisca se sentir ansioso e inquieto e, consequentemente, terá dificuldade em permanecer calmo e concentrado. Também não recomendável fazer uma refeição muito pesada antes da prova, pois pode lhe dar sono ou fazer com que você se sinta um pouco grogue. Também não beba demais antes da prova, nem coma alimentos com muita fibra, ou você arrisca passar boa parte da prova indo ao e voltando do banheiro.

Foi mencionado acima, mas vale a pena repetir: não passe a noite antes da prova acordado, estudando. Se você programar seu tempo e não deixar seus estudos para a última hora, você não precisará sacrificar seu sono nos dias antes da prova. Na noite antes de uma prova, principalmente se ela for muito importante, tente descansar bem. Se no dia da prova você estiver descansado, sua memória estará afiada e você se sentirá mais bem disposto e confiante. Já a falta de sono e o cansaço crônico podem causar ansiedade, nervosismo, impaciência e até depressão.

No dia da prova, faça o possível para se sentir calmo e confiante. Não permita que a ansiedade de outros alunos abale a sua confiança. Se você tiver estudado bem para a prova e adotar algumas sugestões que aqui oferecemos, você não terá motivo para se sentir ansioso ou nervoso.

 


Ver Próximo Artigo: Dicas para provas de Múltipla Escolha
 
Ver Artigo Anterior: Dicas de estudo
 
Apostilas
Compras Instituições de Ensino
Compras Individuais


 

Simulados
Prepare-se para o Vestibular
Número ilimitado de simulados. Correção automática. Conheça o Simulado Personalizado do 10emtudo.