Desenvolvido por Miss Lily Comunicação
Quem Somos Assine Já Fale Conosco FAQ Meus Dados Fazer Login
Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Delicious Blogger WordPress Enviar por e-mail
  Home

 
Biografia de Alexander Graham Bell
 

Biografia de Alexander Graham Bell

O Inventor do Telefone

Alexander Graham Bell

Alexander Graham Bell, o inventor do telefone, nasceu em Edinburgo, na Escócia, em 1847. Seu interesse na reprodução de sons vocais pode ser atribuído em parte ao trabalho de seu pai, Alexander Melville Bell, que foi um especialista na correção da fala e no ensino de deficientes auditivos.

Em 1871, Bell imigrou para a cidade norte-americana de Boston, estado de Massachusetts. Foi professor de fisiologia vocal na Universidade de Boston, onde, em 1873, iniciou convenções para professores de surdos. Foi também o fundador da Associação Americana para Promoção do Ensino da Fala aos Deficientes Auditivos.

De 1873 a 1876, Bell envolveu-se em diversos experimentos que posteriormente levaram-no a descobrir o telefone. Sua pesquisa foi financiada pelos pais de dois de seus alunos; um deles, chamado Gardiner Hubbard, tinha uma filha surda, Mabel, que posteriormente tornou-se esposa de Bell.

A concepção de Bell sobre a teoria do telefone era a seguinte: uma corrente elétrica pode ser feita para modificar a intensidade precisamente enquanto a densidade do ar varia durante a produção do som. Diferente do uso do telégrafo de uma corrente intermitente, o telefone exige uma corrente contínua com intensidade variante. Em 1874, Bell inventou um telégrafo harmônico para transmitir diversas mensagens simultaneamente por um único fio, e um receptor telefônico-telegráfico. Na tentativa de reproduzir a voz humana eletricamente, ele tornou-se um especialista na transmissão elétrica de ondas. Enquanto Bell originou a ideia, seu parceiro, Thomas Watson, produziu e montou o equipamento.

Em 14 de fevereiro de 1876, o advogado de Bell solicitou a patente pelo "telefone elétrico falante". A patente lhe foi concedida em 7 de março. Bell continuou com seus experimentos para melhorar a qualidade do aparelho. Acidentalmente, as primeiras palavras ditas através de um telefone foram de Bell: "Sr. Watson, venha aqui. Eu preciso de sua ajuda" em 10 de março de 1876.

Pouco após receber a patente, Bell apresentou sua invenção na Exposição do Centenário, na Filadélfia. Seu aparelho gerou grande interesse público e recebeu um prêmio no evento. O Imperador Dom Pedro do Brasil fez uma encomenda de 100 aparelhos para o País.

Demonstrações consecutivas superaram o ceticismo público sobre o telefone. A primeira conversa telefônica externa foi entre Bell e Watson, em 9 de outubro de 1876, e ocorreu entre as cidades de Boston e Cambridge, em Massachusetts. Em 1877, foi instalado o primeiro telefone residencial, e foi conduzida uma conversa entre Boston e Nova Iorque, usando linhas de telégrafo. No mesmo ano, enquanto estava em lua de mel, Bell introduziu o telefone na Inglaterra e na França.

Alexander Graham Bell ofereceu a venda de sua invenção para a companhia Western Union and Telegraph, por $100.000, mas a empresa recusou. E então, em julho de 1877, ele e seus parceiros fundaram sua própria companhia, que antecedeu a atual gigante global das telecomunicações, a Companhia Americana de Telefone e Telégrafo (American Telephone and Telegraph Company - AT&T). O telefone tornou-se um enorme sucesso econômico e a AT&T uma das maiores e melhores companhias mundiais.

Em 1879, Bell e sua esposa venderam aproximadamente 15% das ações de sua companhia telefônica. Aparentemente eles não perceberam os lucros fantásticos que a companhia iria gerar, porque sete meses depois, eles já haviam vendido a maioria de suas ações ao preço médio de 250 dólares americanos a ação. Em novembro, cada ação da empresa estava sendo vendida ao preço de $1000. Apesar de terem vendido sua participação a um preço historicamente baixo, em 1883, Bell e sua esposa já haviam lucrado por volta de 1 milhão de dólares. (Devemos lembrar que, naquela época, esta quantia representava muito mais do que vale hoje).

Apesar de ter se tornado rico com sua invenção, Bell nunca parou de conduzir pesquisas e foi capaz de inventar outros aparelhos úteis. Ele tinha interesses diversos em suas pesquisas, mas sua principal preocupação era de curar a surdez, provavelmente porque sua esposa sofria deste problema. O casal Graham teve dois filhos e duas filhas, mas tragicamente, ambos os meninos morreram enquanto crianças.

As contribuições de Bell para o desenvolvimento da ciência são imensuráveis. A revista americana Science, que posteriormente tornou-se órgão oficial da Associação Americana para Avanço da Ciência, foi fundada em 1880 devido a esforços do próprio Bell. Ele também foi presidente da Sociedade Geográfica Nacional de 1896 a 1904. A aviação foi um de seus primeiros interesses, e ele também realizou contribuições importantes para este campo da ciência.

Dentre todos os sucessos de sua vida, o telefone permanece como o principal. Poucas outras invenções humanas tiveram tanta influência sobre o mundo. Além disso, Graham foi a primeira pessoa a desenvolver um método para reproduzir sons, e este conhecimento foi usado no desenvolvimento de outros importantes aparelhos tais como o toca-discos.

Em 1882, Bell tornou-se um cidadão norte-americano. Ele faleceu em Baddeck, na Nova Escócia, em 1922.

Curiosidade: Um homem chamado Elisha Gray solicitou a patente por uma invenção semelhante a do telefone apenas duas horas após a requisição de Bell.

 


Ver Próximo Artigo: Adam Smith
 
Ver Artigo Anterior: Fernando Sabino
 


 

Banco de Questões
Novas questões de Exatas
87 de Física, 334 de Química e 330 de Matemática